fbpx
Invista Agora

1º trimestre de 2021

Nesse primeiro relatório de 2021 mostraremos os resultados de nossos portfólios ativos (Concentrado e Longo Prazo) bem como as principais posições do Geo Smart Beta de Qualidade, lançado em outubro de 2020.

Traremos também uma visão sobre os movimentos de alta nos juros de longo prazo americanos, tema muito debatido nesse primeiro trimestre, e como esse movimento impacta nossos portfólios.

O trimestre em perspectiva

Certamente os eventos mais impactantes para os negócios das empresas de nosso universo de cobertura neste trimestre foram (i) o aumento do ritmo de vacinação em alguns países desenvolvidos e a consequente melhora no ambiente de negócios, melhorando a perspectiva de crescimento econômico e (ii) as discussões e aprovações de enormes pacotes de estímulos financeiros nos EUA.

Os dois eventos citados trouxeram ao mercado, depois de alguns anos, certo temor de eventuais pressões inflacionárias e, como consequência, altas nas taxas de juros de longo prazo americanas, como podemos ver nos gráficos abaixo.

Fonte: www.marketwatch.com

Os movimentos das taxas de juros de longo prazo têm impactos diretos nos valuations das empresas e, quanto mais longos os fluxos de caixa gerados por uma companhia (quanto maior a duration) maior esse impacto, em direção inversa ao movimento das taxas.

Logo, com o movimento de alta que vimos nesse primeiro trimestre, o valor atribuído a projetos ou empresas que geram fluxos de caixa no futuro mais distante cai de forma mais acentuada do que o valor de projetos ou empresas que geram fluxos de caixa num horizonte mais curto.

Essa é, de forma simplificada, a discussão que vemos hoje nas análises e notícias sobre um eventual rotation de empresas de growth (tipicamente com durations mais longos) para empresas de value (durations mais curtos).

No trimestre, por exemplo, se olharmos apenas o desempenho do S&P 500 fechado (+5.75%) não fica claro esse movimento, mas, com uma análise mais cuidadosa veremos que nesse período o desempenho das chamadas empresas de growth e value foi bastante diverso, tendo o S&P Growth subido 1.91% enquanto o S&P Value rendeu, nos mesmos 3 meses, 10.15%.

Ainda é cedo, e há muita discussão, para qualquer conclusão sobre se esse cenário de aumento das taxas de juros de longo prazo observado no primeiro trimestre é algo estrutural, revertendo uma tendência de anos de ausência de pressões inflacionarias ou se foi algo pontual.

Na Geo, apesar de não fazermos projeções macro afim de acertar qual dos cenários vai se materializar, usamos as variáveis macro mais importantes (sendo juros de longo prazo uma delas) e potenciais eventos micros ou políticos, como aumento de impostos, para sensibilizar, de forma precisa e granular, os modelos de negócio das empresas que cobrimos e chegarmos, assim, ao valor dessas empresas no longo prazo (5 anos), em múltiplos cenários.

Trabalhamos hoje, para cada empresa, com 10 cenários diferentes e o portfólio é construído com base nas interações entre as probabilidades dos cenários, os valores de longo prazo resultantes desses cenários para as companhias e a qualidade do modelo de negócios, criando uma carteira (i) resiliente e (ii) diversificada não apenas em empresas de indústrias e geografias diferentes, como também com características de duration diversas, o que nos permite não ter que “apostar” em uma direção única ou ser parte da discussão sobre o que vai render mais, valor ou crescimento, nos próximos anos.

Temos hoje investimentos em empresas dominantes em seus setores, de diferentes características de modelos de negócio, como poderão ver abaixo nas carteiras abertas.

Nossos portfólios ativos seguiram na tendência positiva dos últimos trimestres e apresentaram resultados de 4.24% (Longo Prazo) e 4.03% (Concentrado) em dólares e acumulam, nos últimos 12 meses, também em dólares, 49.3% e 49.6%, respectivamente.

Em nossa opinião, apesar dos altos retornos nos últimos 12 meses, os portfólios seguem bastante atraentes, com yields médios (Baratômetro) acima de 12% a.a., em dólares, para os próximos 5 anos em ambas as estratégias.

Estratégia de longo prazo

Terminamos o trimestre com 37 empresas em nosso portfólio de longo prazo, conforme tabela abaixo.

Fonte: GeoCapital. Data: 31/03/2021
*Valores em USD referentes ao Geo Fund.

Abaixo a contribuição, por ativo, para o retorno no trimestre.

Fonte: GeoCapital Data: 31/03/2021
*Valores em USD referentes ao Geo Fund.

 

Estratégia concentrada

Terminamos o trimestre com 13 empresas no portfólio concentrado, conforme abaixo.

Fonte: GeoCapital. Data: 31/03/2021

 

Abaixo a contribuição, por ativo, para o retorno no trimestre.

Fonte: GeoCapital. Data: 31/03/2021

*Valores em USD referentes ao Geo Concentrated.

 

Geo Smart Beta de Qualidade

Lançamos em outubro de 2020 o Geo Smart Beta de Qualidade, fundo que investe nas top 60 empresas de nosso universo de cobertura e usa as notas de cada companhia em nosso framework de analise como fator de ponderação dos pesos de cada posição.

Abaixo as 20 principais empresas investidas no final do trimestre.


Fonte: GeoCapital. Data: 31/03/2021

Em nossa próxima carta, tendo tido um histórico superior a 6 meses, traremos o retorno acumulado desta estratégia.

 

Geo

A fim de nos aproveitarmos, cada vez mais, das possibilidades que investir globalmente nos traz, e com o time de investimentos encorpado, contando hoje com 12 profissionais, temos feito um esforço grande na direção de aumentar nosso escopo de cobertura tanto em termos geográficos quanto setoriais, sem renunciar à característica que nos define – profundidade.

Fizemos, nesse trimestre, depois de estudo setorial profundo sobre China nos últimos anos, com duas viagens do time de investimentos, nossos primeiros investimentos em empresas daquele país – TME e Alibaba – além de termos feito estudos setoriais em empresas das indústrias Farmacêutica e Energia Limpa.

Neste primeiro trimestre de 2021 vimos o investimento no exterior ganhando cada vez mais importância nas estratégias dos gestores. Como pioneiros com foco nesta estratégia no Brasil, ficamos muito felizes em acompanhar este movimento e orgulhosos da nossa trajetória até aqui.

Seguimos assim na direção de sermos a gestora parceira dos brasileiros no movimento de internacionalização de seus investimentos em renda variável, trazendo para seus portfolios os melhores modelos de negócio de capital aberto do mundo.

Mais uma vez, agradecemos a parceria de nossos já mais de 2.000 clientes, obrigado!

Abraços,

Equipe GeoCapital

Visualizar em PDF