fbpx
Invista Agora

2º trimestre de 2022

Em nosso segundo relatório trimestral de 2022 traremos os resultados de nossas estratégias ativas (Longo Prazo e Concentrada) e do Geo Smart Beta de Qualidade, nosso fundo sistemático.

Traremos também uma análise do valor gerado pelo processo de investimento ativo em nosso portfólio nos últimos anos, para nossos clientes, com foco em alguns ativos específicos.

Estratégias Ativas:

Estratégia de longo prazo

A estratégia de longo prazo fechou o semestre com retorno acumulado de -20,06% em dólares enquanto o MSCI World, no mesmo período, caiu -20,51% também em dólares.

Terminamos o trimestre com 28 empresas em nosso portfólio de longo prazo e as 10 maiores posições representando 57% da carteira, conforme tabela abaixo.

Fonte: GeoCapital. Data: 30/06/2022
*Valores em USD referentes ao Geo Fund.

Abaixo a contribuição, por ativo, para o retorno do trimestre (-20,06%).

Fonte: GeoCapital Data: 30/06/2022
*Valores em USD referentes ao Geo Fund.

Estratégia concentrada

A estratégia concentrada fechou o semestre com retorno acumulado de -22,22% em dólares enquanto o MSCI World, no mesmo período, caiu -20,51% também em dólares.

Terminamos o trimestre com 16 empresas em nosso portfólio concentrado e as 10 maiores posições representando 79% da carteira, conforme tabela abaixo.

Fonte: GeoCapital Data: 30/06/2022
*Valores em USD referentes ao Geo Concentrated.

Abaixo a contribuição, por ativo, para o retorno do trimestre (-22,22%).

Fonte: GeoCapital Data: 30/06/2022
*Valores em USD referentes ao Geo Concentrated.

Estratégia Sistemática

O Geo Smart Beta de Qualidade, nosso portfólio sistemático, fechou o semestre com retorno de -30,07%, já considerando a variação cambial no período (-6,52%).

Terminamos o trimestre com 62 empresas em nosso portfólio sistemático e as 10 maiores posições representando apenas 22% da carteira, conforme tabela abaixo.

Fonte: GeoCapital. Data: 30/06/2022

Abaixo as contribuições, por ativo, para a performance no trimestre (-30,07%).

Fonte: GeoCapital. Data: 30/06/2022

Processo ativo de investimento

O processo de investimento ativo da Geo conta com duas etapas bem definidas e igualmente relevantes para os retornos gerados ao longo dos anos.

O primeiro passo é a construção do nosso universo de cobertura, processo através do qual analisamos diversos modelos de negócio (até a divulgação dessa carta eram mais de 700) e selecionamos os mais dominantes, aqueles que nos quais conseguimos enxergar nosso tripé de qualidade – poder de preço, crescimento e cultura de dono.

Essas são as empresas que podem estar em nossos portfólios, as teses que conhecemos profundamente e que acompanhamos de perto.

Para aqueles que costumam ler nossos materiais e cartas esse passo do processo é bastante conhecido. Sempre que falamos de casos de investimento, setores ou grupos de empresas nos apoiamos naquelas três características do tripé de qualidade.

O segundo passo é a efetiva construção e gestão do portfólio ativo, na prática, em quais ativos do universo de cobertura alocamos, quando e quanto.

De maneira simplificada investimos mais nas empresas do universo de cobertura que estão mais baratas, ou como dizemos sempre, fora de moda.

Uma pergunta que sempre escutamos é: Mas as empresas dominantes que fazem parte do universo de cobertura da Geo ficam baratas? São empresas bastante cobertas, com muita liquidez, várias delas bastante conhecidas. Há mesmo oportunidade de retorno nesses ativos?

Por mais contraintuitivo que possa parecer, a resposta é sim.

Mesmo negócios extremamente dominantes e conhecidos têm seus preços derrubados, muitas vezes por motivos alheios ou desconexos com seus resultados, gerando enormes oportunidades que nosso processo de investimento busca aproveitar.

Com o fundamental suporte de nosso sistema proprietário de gestão (o SGI) temos, a todo instante, qual o retorno esperado (medido em dólares de forma anualizada – TIR) para todos os ativos de nosso universo de cobertura para os próximos 5 anos em múltiplos cenários e, com essa informação, conseguimos tomar as decisões de alocação buscando maximizar o retorno para nossos clientes.

Abaixo temos alguns exemplos de empresas que tivemos em nossos portfólios por muitos anos de forma ativa, com alocações dinâmicas em função do retorno esperado, como descrito acima.

Diageo

Maior fabricante de bebidas destiladas do mundo, presente em cerca de 80 países e com receita em 2021 de mais de 19 bilhões de libras, as ações da empresa entraram em nossos portfólios pela primeira vez em agosto de 2014. As ações da empresa apresentaram retorno de 9% ao ano dessa data até o fechamento do semestre. Porém, através de nossas alocações ativas nossos fundos tiveram retorno, no mesmo período, de pouco mais de 24% ao ano com as ações da empresa.

Coca-Cola

Dificilmente conseguiremos pensar em uma empresa mais conhecida do que a Coca-Cola e, por esse motivo, muitas vezes fomos questionados se fazia sentido investir em algo tão óbvio. Pois passamos a investir na empresa em outubro de 2016 e zeramos a posição em abril de 2022 com retornos excelentes para nossos clientes. Nesse período a ação da empresa teve retorno de 8% ao ano enquanto nossos portfólios geraram TIR de quase 19% ao ano.

Equifax

Um dos maiores bureau de crédito do mundo, a Equifax reúne informações de mais de 400 milhões de pessoas e empresas no mundo. É uma empresa que entrou em nosso portfólio pela primeira vez em junho de 2017 e zeramos em março de 2022. Nesse período suas ações tiveram retorno de 11% ao ano. Porém, através das alocações dinâmicas, sempre olhando para os diversos cenários e aumentando e diminuindo as exposições ao longo do tempo, nossos portfólios tiveram mais de 55% ao ano de retorno com as ações de Equifax.

EssilorLuxottica

Empresa com sede em Paris, a EssilorLuxottica projeta, produz e comercializa lentes oftálmicas, equipamentos ópticos e óculos de sol de forma integrada e verticalizada. Com receita em 2020 de mais de 14 bilhões de euros, as ações da empresa, desde novembro de 2018 (quando investimos pela primeira vez) até 30/06 tiveram retorno de 8% ao ano enquanto nosso processo de investimento conseguiu mais do que dobrar esse retorno para nossos fundos, gerando mais de 17% ao ano de TIR.

*A TIR  é calculada usando a média ponderada do preço de compras e vendas. Para as posições que ainda estão no fundo consideramos zeragem a preços de 30/06.

Esses são alguns exemplos de empresas dominantes em seus setores, de geografias e indústrias diversas e que, como podemos ver pelos números, ofereceram enormes oportunidades de ganho.

Importante que notem os prazos. Ganhos dessa magnitude que não sejam provenientes de sorte precisam de tempo para se materializar.

Olhando para a frente, seguimos atentos a oportunidades como essas, melhorando e aperfeiçoando nosso processo de investimentos e procurando empresas que embora dominantes tenham seus preços muito descontados.

Em momentos de maior turbulência como o que vivemos nesse semestre, tais oportunidades aparecem de forma mais abundante, e nosso trabalho é aprofundar as análises com calma e frieza para fazer com que os nossos investimentos possam gerar altos retornos nos próximos 3 a 5 anos.

Algumas empresas que entraram recentemente em nosso portfólio, tiveram quedas bastante acentuadas nos últimos 12 meses. No entanto, mesmo em um cenário de recessão, nos sinalizam retornos potenciais bastante altos para os próximos anos.

São, por exemplo, os casos de Farfetch (85% de queda), Netflix (67% de queda) e Moderna (39% de queda).

Estamos bastante confiantes que nosso processo ativo com alocações dinâmicas levando em consideração múltiplos cenários seguirá gerando retornos atrativos para nossos clientes.

Geo

Durante esse trimestre tivemos mais uma viagem de channel checks de nosso time de investimentos, dessa vez para a costa oeste americana, com foco em aprofundar nosso entendimento sobre empresas de growth e biotecnologia.

Também definimos que repetiremos em 2022 a muito bem-sucedida iniciativa lançada ano passado do Geo+Geo, programa de match de doações da empresa.

O programa contou com adesão de 100% dos funcionários em 2021 e esperamos repetir a dose em 2022.

Mais uma vez, agradecemos a confiança de nossos clientes e parceiros. Obrigado!

 

Abraços,

Equipe GeoCapital

Visualizar em PDF